Free Joomla Templates by iPage Hosting

O AEAMARES HOMENAGEIA OS ALUNOS DO ENSINO SECUNDÁRIO

A abertura do evento foi dedicada ao lançamento da publicação “Palavras Cruzadas”, um livro com trabalhos de alunos do Agrupamento, produzidos em diferentes contextos de aprendizagem, coordenada pelos docentes Jorge Brandão e Ana Forte, dinamizadores da Biblioteca da Escola Secundária. A Catarina Cunha com o discurso “Vontade de vencer” e a Daniela Vieira com o poema “Setembro” agarraram uma plateia muito atenta que, deste modo, foi presenteada com as palavras cruzadas de duas das alunas que têm os seus trabalhos nesta compilação.

As palavras elogiosas e as felicitações dirigiram-se em uníssono para os protagonistas destacando-se o Diretor do Agrupamento, professor Pedro Cerqueira, o Presidente da Associação de Pais, senhor Cristóvão Gomes, a Presidente do Conselho Geral, professora Cristina Bastos, e o Presidente da Câmara Municipal de Amares, professor Manuel Moreira, que, nos seus discursos, enalteceram as prestações escolares dos homenageados e constataram factos e números que revelaram uma significativa progressão dos nossos alunos nos exames nacionais do ensino secundário. Os números falam por si: no 11º ano, as disciplinas de Biologia e Geologia (resultado externo 113,2; média nacional - 101), Filosofia (140,9; 107) e Inglês (139; 132) apresentaram médias superiores às nacionais; no 12º ano, destaque para as disciplinas de História A (125,9; 95) e Matemática A (113,9; 112), e Português em linha com a média nacional (108,4; 108); mais um facto, todas as disciplinas do 12.º ano apresentaram médias acima de 100 pontos. Como referiram os oradores, são resultados que nos enchem de orgulho e espelham de uma forma geral uma melhoria do sucesso e da qualidade das suas aprendizagens, o que constitui um dos objetivos estratégicos do Projecto Educativo do Agrupamento. Constataram também que os esforços e as várias medidas de promoção do sucesso educativo estão a começar a dar os seus frutos. Os nossos alunos têm uma grande quota de responsabilidade neste sucesso, bem como os vários elementos da comunidade educativa, em particular os seus professores.

Destacaram igualmente que, dos 54 alunos finalistas do ensino secundário, 50 obtiveram colocação e cerca de metade ingressou no ensino superior na primeira opção, além dos 32 alunos que concluíram os seus cursos profissionais. Por outro lado, o protagonismo escolar também pertenceu a 61 alunos dos 10º, 11º e 12º anos, integrando os Quadros de Mérito e Excelência (40 alunos), de Mérito Desportivo (18 alunos) e Mérito Humano (3 alunos). Todos estes jovens provaram que o trabalho, o empenho e a responsabilidade foram vetores fundamentais do seu percurso escolar.

Aqui fica também um agradecimento especial às entidades que generosamente patrocinaram estes prémios: a Câmara Municipal de Amares e a Farmácia do Mercado. Prestaram, mais uma vez, um contributo inestimável à escola pública que se orgulha do serviço de qualidade que presta aos seus alunos.

Esta cerimónia contou igualmente com os préstimos dos diretores de turma e diretores de curso, do Diretor do Agrupamento, do Presidente do Município e da Presidente do Conselho Geral que, no palco e com a merecida solenidade, acolheram e entregaram aos alunos os diplomas de conclusão do ensino secundário e as várias distinções de mérito. As palavras amigas e laudatórias, mas também os afetos e já muita saudade marcaram as várias intervenções. Por outro lado, os momentos musicais a cargo de duas alunas da AFA Estudos Musicais abrilhantaram e cativaram a numerosa plateia que, com entusiasmo e muito interesse, parabenizou, com as suas palmas e sorrisos, os nossos alunos e as suas prestações escolares.

Esta festa teve um significado muito especial, não só para os alunos mas também para todos os elementos da comunidade educativa. Foi singela, afetuosa e algo nostálgica, particularmente para os alunos finalistas que já se encontram a frequentar o ensino superior. Foi, também, um testemunho dos grandes desígnios e princípios da educação, desde longa data sonhados e ao longo do tempo materializados: já os filósofos iluministas atribuíam grande importância à instrução como meio de progresso e felicidade; na segunda metade do século XIX nasce a escola pública, obrigatória e laica e o grande pensador português, António Sérgio defende, em 1915, na obra Educação Cívica, “uma escola do trabalho e da autonomia, do labor profissional e da iniciativa – uma escola útil para a vida”, que contemple a arte, a ciência e a filosofia, que desperte a liberdade, a entreajuda, a autonomia e a responsabilidade e que assegure o rigor e a disciplina. Estas palavras contêm, ainda, muita atualidade!

O Agrupamento de Escolas de Amares sente muito orgulho pelos vossos feitos escolares. Continuem a construir, com vontade de vencer, os vossos projetos de vida e votos de futuros promissores. Neste Agrupamento e nesta Escola Secundária construímos futuro!

CAM02827

 

CAM02842CAM02842 1

CAM02845 1

livro palavras cruzadas